Publicações

Artigo de Teresa Pereira e Teresa Freire publicado na revista Frontiers in Psychology. O propósito desta revisão sistemática é enfatizar que uma perspetiva desenvolvimental é fundamental no contexto dos estudos interdisciplinares sobre as alterações climáticas. Especificamente, esta investigação procura perceber de que forma os modelos de Desenvolvimento Positivo de Jovens poderão informar abordagens futuras de promoção do bem-estar e envolvimento de adolescentes e jovens adultos no contexto das alterações climáticas.  

Dissertação de Mestrado de Marta Neves, membro da equipa de investigação Desenvolvimento Positivo e Funcionamento Ótimo, que constitui um importante contributo para este projeto. O estudo teve como objetivo explorar as propriedades psicométricas e a validade de construto da Escala de Identidade Ecológica (Walton & Jones, 2017) numa amostra portuguesa de 526 indivíduos com idades entre os 16 e 25 anos. Este instrumento permite avaliar até que ponto a identidade ecológica própria e de grupo influencia a probabilidade de um individuo fazer (ou não) esforços para minimizar o impacto que tem e outros/as têm sobre o meio ambiente.